menu

Cesta básica de Caruaru tem maior aumento nos últimos 14 meses

Este foi o quinto mês consecutivo de alta

Preço da cesta básica tem assustado a população
Preço da cesta básica em Caruaru aumentou pelo quinto mês consecutivo (Agência Brasil)

A cesta básica de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, aumentou 12,68% em março, de acordo com uma pesquisa realizada por alunos de Ciências Contábeis e de Gestão Financeira do Centro Universitário Unifavip/Wyden. O estudo revela que esta foi a quinta alta consecutiva e a maior alta dos últimos 14 meses. O valor passou de R$ 316,85 (fevereiro) para R$ 357,02 em março.

Segundo o levantamento, os itens que contribuíram para o aumento do valor final da cesta foram o tomate (25%), a banana (30%), o feijão (15,52%), a carne (15,23%) e o arroz (5,26%). O leite e a farinha não tiveram alta significativa.

Levando em consideração este valor, uma família que mora em Caruaru deveria receber um salário mínimo de R$ 2.999,30 em março de 2020, para conseguir comprar os gêneros alimentícios que garantem a sobrevivência digna de um grupo familiar, além das outras despesas básicas.

Considerando a jornada oficial de trabalho (220 horas mensais), o trabalhador da cidade utilizou 37,43% (82h 33min) do tempo de trabalho só com despesas de alimentação.

Recife tem 5º cesta mais cara

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), que faz a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, identificou que o valor da cesta aumentou em 15 das 17 capitais pesquisadas em março. Recife ficou na quinta colocação, com aumento de 10,03% em 2020. Em março, o valor da cesta básica na capital pernambucana foi de R$ 433,28. Por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19), a pesquisa nacional baseou-se em dados coletados até 18 de março.