Pandemia

Coronavírus: Fiscalização é intensificada no Parque 18 de Maio, em Caruaru

Grupo já registrou cerca de 6 mil denúncias em quase dois meses de fiscalização

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 12/05/2020 às 12:38
NOTÍCIA
SEIC Divulgação
FOTO: SEIC Divulgação
Leitura:

O Grupo de Fiscalização Integrada Covid-19 já registrou aproximadamente 6 mil denúncias em quase dois meses de fiscalização no Parque 18 de Maio, em Caruaru, no Agreste pernambucano. Os trabalhos foram intensificados no local. As ações têm o objetivo de diminuir a transmissão do novo coronavírus (Covid-19) e buscam diminuir ainda mais a circulação de pessoas pela cidade, como a limitação do número de pessoas da mesma família em estabelecimentos comerciais e obrigatoriedade de oferecer itens de higiene para os clientes.

Em caso de descumprimento das medidas impostas em decretos municipais e estaduais, os estabelecimentos continuam sujeitos à suspensão do alvará, aplicação de multa e condução a delegacia de polícia com a Polícia Militar. A pena varia de detenção de um mês a um ano.

Em quase dois meses de fiscalização, algumas pessoas foram conduzidas para a delegacia, atuadas por desacato, lesão corporal e reincidência na tentativa de funcionamento do estabelecimento.

“Desde do último sábado (9), as ações foram ampliadas, com a observação do uso das máscaras e funcionamento dos estabelecimentos comerciais, coibição dos estacionamentos irregulares, por meio da DESTRA, DETRAN e BIESP. Os servidores da secretaria de saúde estão aferindo da temperatura da população nas filas de banco e no interior das lojas com permissão de funcionamento, além da observância das regras de vigilância sanitária nos estabelecimentos em funcionamento”, explica a secretária de Ordem Pública, Karla Vieira.

Nessa segunda-feira (11), algumas lojas foram interditadas pelas equipes de fiscalização que estavam no local. “[...] O Grupo de Fiscalização Integrada Covid-19, com o reforço da Polícia Militar, esteve acompanhado in loco a movimentação no Parque 18 de Maio, evitando o funcionamento do local, por parte de alguns sulanqueiros. Lojas foram interditadas com lacres inviolável, mercadorias apreendidas e carros foram multados pela insistência dos comerciantes próximo a feira da sulanca”, completa a secretária.

Delivery Sulanca Caruaru

A Prefeitura municipal disponibilizou um projeto para que os sulanqueiros possam realizar entregas de seus produtos através de delivery, no Polo Caruaru. "A Prefeitura de Caruaru, através da Secretaria de Serviços Públicos, está disponibilizando uma estrutura para que as mercadorias vendidas pelos Sulanqueiros previamente, através das redes sociais e telefone, sejam entregues aos seus compradores. O projeto Delivery Sulanca Caruaru é realizado todas as segundas-feiras, das 5h às 17h, no estacionamento do Polo Caruaru, de forma gratuita", explicou o secretário de Serviços Públicos, Ytalo Farias.

Denúncias

Quem deseja denunciar casas de shows e bares que estão desobedecendo os decretos, pode utilizar o disque-denúncia, através dos telefones: 3719–4545 (das 7h às 19h, de segunda a sábado), ou pelo WhatsApp 98256 - 4545/ 98170-2525. Outro contato disponível é o da ouvidoria municipal, no número 156 (das 7h às 13h, de segunda a sexta), ou no WhatsApp 98384-5936. A denúncia pode ser feita também pelo 190 da Polícia Militar.

Mais Lidas