História de superação

Nascida com 500 gramas, criança que teve oito paradas cardíacas comemora dois anos

Maria Júlia não cabia nas roupas de recém-nascido

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 07/08/2020 às 15:07
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

Com apenas dois anos, Maria Júlia já passou por diversas dificuldades. Ela nasceu de forma prematura, quando a mãe estava com apenas cinco meses de gestação. Com 500 gramas de peso, a criança era tão pequena que não cabia nas roupas de recém-nascido.

As roupinhas precisaram ser ajustadas por costureiras ou adaptadas com fita crepe. Os sapatos também não serviam e os pés da menina só cabiam em sandálias decorativas que são usadas em chaveiros.

A criança passou 122 dias internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital em que nasceu para que os órgãos terminassem de se desenvolver. Por causa do nascimento prematuro, ficou vulnerável a diversos outros problemas: infecção hospitalar, infecção urinária, hemorragia cerebral, hipóxia (diminuição do oxigênio no sangue), apneia. Para piorar, teve oito paradas cardíacas.

"Foram quatro meses de aprendizado, de muita luta, de alguns sofrimentos, mas de grandes vitórias", relembra a mãe de Maria Júlia, a funcionária pública Mirele Santos. Hoje, a menina segue sendo acompanhada por profissionais de saúde para continuar com os tratamentos, mas os avanços são incontáveis.

Carreata do Amor

Para comemorar o aniversário de dois anos da menina, os pais dela decidiram unir a celebração à solidariedade. "A gente resolveu fazer essa festa com a carreata do amor, é isso que Júlia significa para a gente. Amor, gratidão. Com os dois anos dela, nós vamos abençoar outras famílias".

A carreata funcionará da seguinte forma: quem quiser participar, poderá pegar um lanche com a família e em troca, deve entregar uma cesta básica, um agasalho, um colchão, ou qualquer outro item que possa ajudar uma pessoa carente. "A gente não deve desistir nunca e deve amar ao próximo sempre, independente de qualquer coisa", diz a mãe da criança.

O evento será no dia 29 de agosto, com saída do Colégio Lisboa, no bairro Boa Vista, às 16h.

Mais Lidas