Economia

Bolsonaro deve definir próximas parcelas do auxílio emergencial até esta sexta

Auxílio é pago atualmente em parcelas de R$ 600

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 19/08/2020 às 9:54
NOTÍCIA
Tião Siqueira/ JC Imagem
FOTO: Tião Siqueira/ JC Imagem
Leitura:

O presidente Jair Bolsonaro deve definir as próximas parcelas do auxílio emergencial até esta sexta-feira (21). O benefício atualmente é pago em parcelas de R$ 600, mas a equipe econômica avalia pagar novas parcelas com valores menores.

Auxiliares do ministro da Economia, Paulo Guedes, defende prorrogar o auxílio em parcelas de R$ 200, R$ 250 ou R$ 300 até final de 2020, para fazer uma transição para o Renda Brasil, programa que deve substituir o Bolsa Família.

O auxílio emergencial é pago aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos, desempregados e pessoas de baixa renda para o enfrentamento da crise provocada pela pandemia do coronavírus. O benefício foi criado para durar três meses, mas já foi prorrogado por mais dois meses.

> Prorrogação do auxílio emergencial pode se tornar lei

> Caixa faz mais pagamentos do auxílio emergencial nesta quarta; saiba se você recebe

> Bolsonaro diz que auxílio "não dá para continuar muito"

*Informações do Jornal Extra

Maia diz que nova prorrogação de auxílio será "muito difícil"

O presidente da Câmara dos Deputados, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nessa terça-feira (18) que a manutenção dos atuais R$ 600 de auxílio emergencial é “muito difícil”.

“O auxílio foi fundamental, teve impacto grande, mas o governo vai precisar apresentar sua posição sobre as condições de prorrogar e de qual valor do impacto nas contas públicas. prefiro aguardar o governo e todos os ministros vão opinar”, afirmou a jornalistas, em entrevista na Câmara dos Deputados. “O Parlamento tem responsabilidade. A gente sabe que a manutenção dos R$ 600 é muito difícil”, disse.

Mais Lidas