menu

Primeira audiência do caso Miguel será realizada em dezembro

Durante a sessão, a acusada Sarí Corte Real, primeira-dama de Tamandaré, será interrogada, bem como as testemunhas serão ouvidas


Sari Corte Real foi ouvido nesta segunda-feira
Durante a sessão, a acusada Sarí Corte Real, primeira-dama de Tamandaré, será interrogada, bem como as testemunhas serão ouvidas (Yaci Ribeiro/ JC Imagem)

O caso Miguel Otávio terá a sua primeira audiência realizada, no próximo dia 3 de dezembro. A confirmação da data foi dada pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), durante a manhã desta segunda-feira (28) e após quatro meses da morte do garoto de cinco anos, através da 1ª Vara de Crimes contra a Criança e o Adolescente do Recife.

Durante a audiência, que está prevista para começar às 9h, a acusada Sarí Corte Real, primeira-dama de Tamandaré, será interrogada, bem como as testemunhas indicadas pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e pela Defesa, serão ouvidas.

Após este período de Instrução e Julgamento, o MPPE e a Defesa deverão apresentar as alegações finais, e o Juízo anunciará a decisão, condenando ou absolvendo Sarí. O MPPE denunciou Sarí por abandono de incapaz com resultado em morte, com as agravantes de cometimento de crime contra criança e em ocasião de calamidade pública.

Relembre o caso

Miguel morreu, no dia 2 de junho deste ano, ao cair de uma altura de aproximadamente 35 metros, do nono andar do edifício Píer Maurício de Nassau, no bairro de São José, na capital pernambucana. Na data, Sarí chegou a ser presa em flagrante por homicídio culposo, porém pagou fiança de R$ 20 mil e acabou sendo liberada.

;