Saúde

Variante do coronavírus encontrada no Japão tem origem no Amazonas

Pesquisa desenvolvida pela Fiocruz aponta para uma nova linhagem brasileira do vírus

Laís Milena
Laís Milena
Publicado em 12/01/2021 às 15:02
NOTÍCIA
Reprodução/Fiocruz
FOTO: Reprodução/Fiocruz
Leitura:

Uma pesquisa em desenvolvimento na Fiocruz Amazônica indica que a nova variante do coronavírus, encontrada em pacientes japoneses, teve origem no estado do Amazonas. As mutações inéditas apontam para uma provável nova linhagem brasileira do vírus, que pode ser mais infecciosa que as demais, em circulação no país.


Segundo os pesquisadores, a linhagem B.1.1.28 está presente em todo o território brasileiro, com mais frequência no Amazonas, onde sofreu uma série de mudanças. Há semelhanças inclusive com as variantes identificadas no Reino Unido e na África do Sul, mas a variante encontrada no Japão possuí indícios de que se trata de uma variação brasileira.


Uma pesquisa desenvolvida pela Universidade de São Paulo (USP) em parceria com a Universidade de Oxford (Reino Unido) chegou às mesmas conclusões. No entanto, a conclusão sobre uma nova variante brasileira necessita de estudos mais aprofundados.


"Os japoneses colocaram os dados do sequenciamento no banco de dados internacional, e as amostras colhidas agrupam com as nossas aqui. É o mesmo vírus, mas com muitas mutações", afirma Felipe Naveca, pesquisador da Fiocruz Amazonas.

Aumento de casos no Amazonas


O estado registra um aumento na quantidade de casos e óbitos pela Covid-19. O número de internações no início de janeiro de 2021 já superou o total de hospitalizações registradas durante todo o mês de dezembro de 2020, quando 1.371 pessoas foram internadas com a doença.


Ainda é cedo para afirmar se o novo aumento de casos no Amazonas é resultado da variação da B1.1.28, visto que o estado ainda vive os reflexos dos protestos contra o fechamento do comércio e das aglomerações das festas de fim de ano.

Mais Lidas