saúde

Amazonas pede ajuda para transferir 60 bebês prematuros de Manaus

Os bebês estão internados em Manaus e correm o risco de ficar sem oxigênio diante do colapso no sistema de saúde

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 15/01/2021 às 15:46
NOTÍCIA
Bruno Kelly/Reuters
FOTO: Bruno Kelly/Reuters
Leitura:

Na manhã desta sexta-feira (15), o Amazonas avisou aos outros estados que precisa de ajuda para realizar a transferência de, pelo menos, 60 bebês prematuros. Eles estão internados na cidade de Manaus e correm o risco de ficar sem oxigênio por causa do colapso no sistema de saúde provocado pela Covid-19.

Ministério da Saúde consegue oxigênio para 61 bebês de Manaus

O pedido é para que os governadores chequem a quantidade de leitos disponíveis para a internação neonatal. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que acolherá os bebês e teceu críticas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O estado do Maranhão disse que consegue receber cinco bebês. 

 > Clubes brasileiros se juntam à campanha #OxigênioparaManaus

Situação em Manaus

Na manhã desta sexta-feira, pacientes de Manaus começaram a ser transferidos para leitos disponibilizados em outros estados.

A cidade de Manaus e todo o estado do Amazonas vivenciam uma crise de abastecimento de oxigênio, com o aumento constante de internações por Covid-19.

Com informações da CNN

Mais Lidas