menu

Operação 'Voto Livre' cumpre mandados de busca e apreensão em Agrestina e Caruaru

O objetivo é de combater a prática de crimes relacionados à eleição municipal de 2020

Polícia Federal
Polícia Federal (Marcelo Camargo/ABr)

Na manhã desta quinta-feira (21), a Polícia Federal (PF) em Pernambuco deflagrou a segunda fase da operação "Voto Livre". Foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão em Agrestina e Caruaru, no Agreste. A ação visa o combate a prática de crimes relacionados à eleição municipal de Agrestina, em 2020.

PF prende suspeitos de enviar pornografia infantil de Pernambuco para o exterior

De acordo com a PF, os mandados são cumpridos nas casas de figuras políticas e empresários das duas cidades. As ordens judiciais requeridas pelo Ministério Público Eleitoral de Agrestina foram expedidas pela Juízo da 86ª Zona Eleitoral.

A PF informou que foram apreendidos documentos e aparelhos celulares dos principais alvos da operação. O material recolhido deve ser analisado pelo Setor de Perícias da Polícia Federal para extração e análise de dados.

A operação foi realizada com o emprego de 30 policiais e com o apoio de homens do 4º Batalhão da Polícia Militar de Pernambuco.

Primeira fase

A primeira fase da "Voto Livre" teve como objetivo combater a suposta prática de crimes eleitorais cometidos por integrantes da coligação "Agrestina do Lado Certo", encabeçada pela prefeiturável Carmen Miriam. A operação foi deflagrada em 14 de novembro de 2020.