Pandemia

Veja como aumentar a eficácia das máscaras contra a Covid-19

Tipo de tecido e posição correta da máscara podem aumentar a proteção

Laís Milena
Laís Milena
Publicado em 21/01/2021 às 14:55
NOTÍCIA
FREEPIK/BANCO DE IMAGENS
FOTO: FREEPIK/BANCO DE IMAGENS
Leitura:

O uso das máscaras foi incorporado a rotina do mundo inteiro, o item obrigatório protege contra a Covid-19, evitando que as gotículas de saliva se espalhem. Entretanto, parte da população ainda faz o uso e higiene incorretos. É possível aprimorar os itens, que serão essenciais até que boa parte da população seja vacinada. 

Trabalhador que recusar tomar vacina e usar máscara pode ser demitido por justa causa

Um estudo realizado em parceria pelas universidades americanas Johns Hopkins e do Mississippi mostra como tornar a máscara mais eficaz, praticando o distanciamento social. Segundo os pesquisadores, quanto maior a distância entre as pessoas, maiores as chances estar protegido contra o vírus.

Até mesmo o uso de máscaras descartáveis simples já é eficaz contra o vírus. A pesquisa também notou que as pessoas que praticam qualquer atividade física possuem um aumento na respiração, espalhando mais gotículas ao se comunicar, e consequentemente aumentando as chances de transmitir o vírus

É necessário lembrar ainda de sempre trocar o item, especialmente quando estiver úmido. Ao espirrar ou falar sem máscara, um infectado pela Covid-19 pode expelir gotículas de saliva que conseguem atingir mais de 2 metros e se espalharem por até 8 metros de distância.  Isto explica a necessidade do  para conter a proliferação do vírus, e o consequente adoecimento da população. 

Tecido

O material com o qual são fabricadas as máscaras também pode aumentar a proteção. Um artigo publicado na plataforma MedRXiv avaliou 11 tecidos diferentes e indicou que o ideal seriam três camadas, preferencialmente confeccionadas com tecidos de algodão e polipropileno. Os itens precisam se ajustar ao formato do rosto de cada pessoa, de forma que cubra o nariz e a boca, até o queixo, bem como bochechas e laterais do rosto. 

Posição

O posicionamento da máscara é determinante na sua eficácia. Os pesquisadores apontam que se o ar entra e sai através da máscara está correto, mas que se estiver entrando ou saindo pelas laterais, pela parte de cima ou de baixo, significa que o ajuste não está adequado. Ficar mudando a posição da máscara no rosto, abaixando ou deixando embaixo do nariz, no queixo, também atrapalha a eficácia.

Mais Lidas