educação

Professores do Sertão lançam livro com histórias reais de alunos durante a pandemia

A obra escrita em formato de diário tem 80 páginas e contou com participação dos alunos da rede estadual de ensino de Pernambuco

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 07/02/2021 às 10:44
NOTÍCIA
Divulgação
FOTO: Divulgação
Leitura:

Mesmo diante da pandemia da Covid-19, professores da rede estadual de ensino de Cabrobó, no Sertão de Pernambuco, construíram um trabalho com os alunos que resultou em um livro, intitulado “Diário da pandemia: histórias de um tempo vivido”. A obra começou a ser produzida em julho de 2020 e conta com relato de alunos da Escola de Referência em Ensino Médio Senador Paulo Guerra.

O livro tem 80 páginas e foi escrito no formato de diário. A ideia dos professores é que em cada dia um aluno do 1º ano escrevesse seu relato, levando em consideração que o mês de julho tem 31 dias. No entanto irmãs gêmeas escreveram juntas uma das histórias, o que resultou em um trabalho realizado por 32 alunos com apoio dos professores.

Uma das idealizadoras do projeto foi a professora de língua portuguesa, Elineide Alves, que contou ao NE10 Interior que a ideia surgiu a partir de um outro projeto criado por ela, o 'Vamos escrever juntos?'. “Convidei os alunos a falarem sobre seus sentimentos durante a pandemia, o afastamento da escola. Queria ouvi-los e saber como se sentiam. Expliquei que a escrita seria transformada em livro. Eles ficaram entusiasmados com a ideia”, disse.

A professora relatou que todo o processo de produção foi feito por meio do WhatsApp, ligações e aulas remotas com a turma. Depois de ser enviado para a impressão em novembro, o livro foi lançado em dezembro do ano passado.

Entrega e venda dos livros

De acordo com Elineide, os livros foram custeados por conta própria. Uma parte foi paga por ela e a outra pela gestora da escola. “A maior parte foi doada aos estudantes e também aos parceiros da educação. Os estudantes não precisaram gastar nada”, destacou.

A professora disse ainda que o projeto busca parceria de alguma empresa ou instituição que se interesse em financiar a continuidade dele. É possível entrar em contato com a professora por meio do Instagram (@elineidealves115) para comprar exemplares para doar a escolas ou para leitura individual.

Todo recurso adquirido com a venda dos livros será igualmente dividido pelos 32 escritores.

Mais Lidas