Internet

Hacker coloca base de dados de 8 milhões de brasileiros à venda

Entre as informações estão número de telefone, perfil do Facebook, fotos, local de residência e de trabalho.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 18/02/2021 às 16:33
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

Um banco com dados sobre o número de telefone, endereço de trabalho e residência, perfil do Facebook e fotos, de 8 milhões de brasileiros foi colocado à venda em um fórum cibercriminoso. Esta não é a primeira vez que um grande vazamento ocorre, deixando evidente que a vulnerabilidade do dados brasileiros na internet.

O responsável pelo vazamento cobra US$ 320 (cerca de R$ 1.720, na cotação atual) pela informações. A empresa de consultoria digital HarpiaTech confirmou que os dados eram verdadeiros e explicou que entre 2018 e 2019 houve um vazamento global de 990 milhões de perfis do Facebook. Falhas na rede social teriam provocado a exposição das informações.

O preço pedido era de US$ 40 (cerca de R$ 215) pelas informações de cada milhão de perfis, que deveria ser pago em bitcoins. O anúncio foi feito na semana passada, em um fórum da internet. A HarpiaTech disse que vai entregar um relatório com todas as informações sobre o caso para a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), Polícia Federal e para o Ministério Publico do Distrito Federal, onde fica a sede da empresa.

Nas redes sociais, muitos usuários publicam informações fotos e dados sobre a rotina em seus perfis, o que pode auxiliar nas fraudes. Durante a pandemia, o número de crimes cibernéticos cresceu exponencialmente no Brasil. De acordo com o Relatório Anual 2020 de Atividade Criminosa On-line no Brasil, no último ano país foi campeão em vazamentos de dados de cartões, acumulando 45,4% do total de casos registrados no mundo.

Confira dicas para evitar fraudes

- Ativar a autenticação de duas etapas em todas as plataformas que você usa e que tenham essa função;

- Consultar o Registrato, plataforma do Banco Central que reúne não apenas todas as contas em instituições financeiras vinculadas ao CPF, como também mostra se há empréstimos ou dívidas de cartão no seu nome, e notificar as instituições cujas contas não reconhecer;

- Ficar sempre atento às configurações de privacidade nas redes sociais, optando por não disponibilizar dados ou imagens para quem não seja contato ou parte da sua rede de contatos.

Mais Lidas