menu

Suposto pastor é suspeito de aplicar golpes e causar prejuízo entre R$ 500 mil e R$ 1 milhão

Cerca de 20 pessoas procuraram a Delegacia de Policia Civil de Serra Talhada. As vítimas compraram casas e terrenos que não foram entregues.

Caso será investigado pela Polícia Civil de Serra Talhada
Caso será investigado pela Polícia Civil de Serra Talhada (Reprodução)

Um homem, que dizia ser pastor, está sendo investigado suspeito de estelionato em Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, foram registradas denúncias por cerca de 20 pessoas. As vítimas compraram casas e terrenos e após o pagamento o homem desapareceu com o dinheiro.

A dona de casa Gislayne Belfort, uma das vítimas do suposto pastor, disse que sofreu um prejuízo de cerca de R$ 50 mil. “No anúncio ele fazia uma proposta maravilhosa, que era a gente dar 25% de entrada ou uma parcela de entrada e dividir o resto do valor da casa em 10 anos, sem juros e sem correção”, relatou.

Investigação

De acordo com o delegado à frente do caso, Alexandre Barros, as investigações foram iniciadas com base no relato das vítimas. Ainda segundo ele, o prejuízo total é estimado entre R$ 500 mil e R$ 1 milhão.

 “É um prejuízo relevante em uma cidade como Serra Talhada, uma cidade de médio porte. Tem vítima que reuniu a economia da vida inteira e passou em espécie a esse investigado ”, esclarece o delegado.

Informações preliminares indicam que o suposto pastor, o genro, a filha dele e uma quarta pessoa são suspeitos de participar do estelionato. O esquema fez várias vítimas, muitas inclusive ainda não formalizaram a denúncia. O suposto pastor ainda não compareceu à Delegacia de Policia Civil de Serra Talhada para prestar esclarecimentos.