Pandemia

Prefeitura de Caruaru recomenda que não sejam acesas fogueiras durante mês de junho

Em 2020, prefeitura proibiu o acendimento de fogueiras por conta do aumento de atendimento nas unidades de saúde

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 11/06/2021 às 17:42
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

Nesta sexta-feira (10), a Secretaria de Saúde de Caruaru publicou uma recomendação para que não sejam acesas fogueiras em espaços públicos e privados e que não seja feita queima de fogos de artifício durante o mês de junho, no município. 

Ainda de acordo com Secretária de Saúde, continua em vigor a Portaria Nº 011/2020, onde o Grupo Integrado de Atendimento de Emergências Relacionadas a Desastres Naturais e Correlatos do Município de Caruaru faz a recomendação.

A prefeitura reforça a iniciativa por conta do agravamento de pacientes confirmados ou suspeitos de covid-19. Além disso, o número de atendimentos de pacientes nos serviços de saúde com sintomas respiratórios e de queimaduras durante o mês de junho é alto, o que pode ocasionar aglomerações e, consequentemente, a disseminação do vírus.

Essa recomendação já havia sido feita em 2020, que acabou acarretando a proibição das fogueiras em Caruaru no ano, por conta do aumento de atendimentos nas unidades de saúde motivados por queimaduras e inalação de fumaça. Até o momento, em 2021, a prefeitura apenas recomendou que a população não acenda fogueiras.

Tradição de fogueira

O mês de junho é conhecido por muitas tradições de São João. Um deles é a fogueira, tradicional na véspera da comemoração de vários santos: Santo Antônio, São João e São Pedro. No cristianismo o 24 de junho é a data do nascimento de São João Batista.

Segundo a tradição católica, a fogueira tem sua origem em um trato feito pelas primas Isabel (mãe de São João Batista) e Maria (mãe de Jesus Cristo). Para anunciar o nascimento de seu filho, Isabel mandou acender
uma fogueira no topo de um monte para avisar a Maria. 

*Com informações da Rádio Jornal 

Mais Lidas