agressão

Lázaro Barbosa foi capturado? Homem é espancado após ser confundido com o 'serial killer de Brasília'

O homem foi agredido pela população, que está assustada com o suspeito da chacina.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 23/06/2021 às 12:45
NOTÍCIA
Reprodução/NE10 Interior
FOTO: Reprodução/NE10 Interior
Leitura:

Um homem foi amarrado e espancado por moradores da cidade de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, após ser confundido com Lázaro Barbosa, o "serial killer de Brasília". A agressão foi registrada na cidade que fica a 956 km de distância de Cocalzinho de Goiás, onde o suspeito é procurado.

Caçada a Lázaro, Serial Killer de Brasília, entra na terceira semana; veja cronologia

O resgate do homem foi feito por agentes dos bombeiros, que encontraram o rapaz bastante machucado. O homem é morador da região e teve apenas ferimentos, sem correr risco de morrer. A informação foi confirmada pelo portal ND+.

A população local mora, em sua maioria, em chácaras e sítios, e está apreensiva com as buscas a Lázaro Barbosa, que já duram 15 dias.

Lázaro Barbosa foi capturado?

As buscas por Lázaro Barbosa, conhecido como "serial killer de Brasília" continuam nesta quarta-feira (23). Ele é suspeito de matar uma família inteira em Ceilândia, no Distrito Federal. Ao longo desses dias de busca, diversas atualizações das investigações foram divulgadas.

Até o momento, a procura por Lázaro envolve 270 policiais, cinco cães farejadores, três helicópteros e drones.

O que Lázaro Barbosa fez?

Em 2009, de acordo com o Diário do Nordeste, Lázaro foi detido por porte ilegal de arma de fogo, estupro e roubo, no Complexo Penitenciário da Papuda (CPP), em Brasília. Na penitenciária ele foi diagnosticado como 'psicopata impressível', por apresentar comportamento agressivo, impulsivo e instabilidade emocional. Em 2014 ele foi liberado para regime semiaberto e em 2016 se tornou foragido da Justiça. 

Após anos foragido, Lázaro foi indiciado pelo roubo de quatro idosos e tentativa de latrocínio, em Santo Antônio do Descoberto, em Goiás. Ele também teria tentado estuprar uma mulher de 39 anos no Distrito Federal. No dia 17 de maio, ele teria invadido uma chácara e feito os moradores de reféns no local.

Lázaro tem uma extensa ficha criminal, sendo o principal suspeito de assassinar uma família inteira no Distrito Federal, no dia 9 de junho, no bairro Cielândia. Foram mortos Cláudio Vidal, de 48 anos, e seus dois filhos, Gustavo Marques Vidal, de 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, de 15.

Três dias depois, no dia 12 de junho, o corpo da a mãe da família, Cleonice Marques, de 43 anos, foi encontrado próximo a um córrego. A polícia acredita que Lázaro tenha carregado consigo o corpo da mulher após matar a família dela. O corpo foi encontrado com diversos cortes e estava nu. Nesse mesmo dia, o suspeito baleou três pessoas durante uma fuga.

Após a chacina, Lázaro invadiu casas da região, fez reféns, incendiou carros e reagiu às autoridades policiais. No último dia 15 de junho, ele fez uma família de refém e trocou tiros com a polícia.

Mais Lidas