repercussão

Sem vacina, sem igreja? Decreto do Governo de Pernambuco causa polemica entre internautas

De acordo com o decreto, fiéis só poderão frequentar cultos e missas com esquema vacinal completo ou resultados negativos dos testes para a Covid-19.

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 28/09/2021 às 12:16
NOTÍCIA
Alexandre Gondim/JC Imagem
Projeto classifica igrejas como atividade essencial - FOTO: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

Na última segunda-feira (27), o Governo de Pernambuco decretou, por meio de publicação no Diário, que em todos os municípios do Estado os fiéis só poderão frequentar cultos e missas com esquema vacinal completo ou resultados negativos dos testes para a Covid-19.

Em Pernambuco, fiéis só poderão frequentar cultos e missas com esquema vacinal completo ou teste negativo de Covid-19

..

O decreto destaca que a exigência é feita para as celebrações religiosas com mais de 300 (trezentas). A medida foi estabelecida por meio de Portaria Conjunta da Secretaria de Saúde e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, que também disciplinará a exigência da apresentação dos comprovantes do esquema vacinal completo e/ou dos resultados negativos dos testes para a Covid 19. 

Além disso, o decreto destaca ainda que a realização de celebrações religiosas presenciais, sem aglomeração, em igrejas, templos e demais locais de culto podem ocorrer das 5h à 1h, em qualquer dia da semana.

Polêmica entre os internautas

A medida já começou a valer a partir da data da publicação do decreto. Ou seja, a exigência já é obrigatória para a entrada em templos religiosos. Por causa do decreto, internautas se manifestaram nas redes sociais sobre o assunto. Em sua maioria, os internautas discordaram da decisão.

"Quero mesmo ver se no carnaval ou são João vão estar com fiscalização só entra com a carteira da vacina em dia", disse uma pessoa nos comentários da publicação da TV Jornal Interior

Outras pessoas questionaram como será o protocolo em outros estabelecimentos: "E nos bares? Será que haverá fiscalização pra só entrar quem estiver vacinado?", escreveu uma internauta. "E nas festas lotadas como vai ser?", disse outra pessoa.

Por outro lado, alguns internautas apoiaram a decisão. "Super concordo. Até pq ninguém tá imune mesmo vacinado de está contaminando outras pessoas", escreveu uma pessoa. 

Comentários

Mais Lidas