Julgamento

Caso Mariana Ferrer: Justiça confirma absolvição de empresário acusado de estupro

O Tribunal de Justiça confirmou por unanimidade a decisão

Bruna Padilha
Bruna Padilha
Publicado em 07/10/2021 às 16:00
NOTÍCIA Notícia
Reprodução / Twitter
Ferrer acusou o empresário de dopá-la e depois de a ter estuprado durante uma festa no Café de La Musique de Florianópolis, em 2018 - FOTO: Reprodução / Twitter
Leitura:

Nesta quinta-feira (7) foi confirmada a absolvição em primeira instância do empresário André de Camargo Aranha, 44 anos, que foi acusado de estupro cometido contra a promotora de eventos e influenciadora social Mariana Ferrer. O Tribunal de Justiça de Santa Catarina manteve por 3 votos a 0.

..

Em setembro de 2020 o empresário foi absolvido, e o promotor do caso afirmou após a primeira decisão que não havia como o empresário saber que a vítima não tinha condições de consentir a relação sexual. O "estupro culposo" não está previsto no Código Penal.

O advogado de André, Cláudio Gastão da Rosa Filho, disse em entrevista à coluna da Folha que tinha confiança nos desembargadores e que uma coisa é o tribunal midiático e outra é o julgamento técnico, que vai ser julgado nas provas dos autos.

Caso

Mariana Ferrer, de 23 anos, denunciou que foi estuprada pelo empresário André de Camargo Aranha, durante uma festa no ano de 2018. No mês de setembro, o caso gerou repercussão e a hashtag #justiçapormariferrer chegou aos Trending Topics do Twitter.

De acordo com a catarinense, o crime aconteceu em dezembro de 2018, na abertura do verão Music Sunset do beach club Café de la Musique, em Florianópolis (SC). Quando o caso aconteceu, Ferrer tinha 21 anos e estava promovendo a festa nas redes sociais

A influenciadora afirma que teria sido drogada durante a festa, e estuprada em seguida. Mariana diz ainda que era virgem antes do estupro, o que foi constatado pelo laudo pericial. Ainda na perícia feita, foi encontrada sêmen do empresário e sangue da jovem.

*Com informações da Folha

Comentários

Mais Lidas