Dia do nordestino

Você conhece o artesanato nordestino? Relação entre turismo e arte é destaque na região

Cada Estado do Nordeste possui uma característica única que é refletida na cultura do artesanato.

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 08/10/2021 às 12:29
NOTÍCIA Notícia
Reprodução/TV Jornal Interior
Presépio representa nascimento de Jesus - FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

O artesanato nordestino é uma das manifestações artísticas e culturais mais ricas da região. A tradição de produzir peças manualmente tem influências de diferentes povos e é uma tradição que existe há gerações. 

..

Além da sua importância cultural, o artesanato também é um dos grandes responsáveis por movimentar a economia local. Em cada Estado, o artesanato adota características que levam em consideração a matéria-prima encontrada em cada localidade, que em sua maioria são extraídas da fauna e flora nativas. 

Neste Dia do Nordestino, conheça o artesanato característico de cada Estado do Nordeste:

Alagoas

Em Foz do Velho Chico, é comum encontrar produtos feitos com palhas de coqueiro e taboa. Em União dos Palmares, as fibras de bananeira chamam a atenção. As produções são trançadas em fibras vegetais, que resultam em cestas, tapetes, chapéus, esteiras. As cidades de Água Branca, Palmeira dos Índios, Tanque D’Arca e Passo de Camaragibe se destacam pelas peças de cerâmica, moringas e jarras.

Bahia

Neste Estado, é forte a presença de peças indígenas, instrumentos musicais de madeira e as artes em metal. Cidades como Santa Terezinha e Castro Alves produzem jarras, moringas e tigelas de cerâmica. Em Xique-Xique, a tradição é das redes de pesca, em Nazaré das Farinhas é da produção de miniaturas e em Salvador podem ser encontrados os instrumentos usados em rodas de capoeira, como berimbau, atabaque e agogô, feitos, muitas vezes, em madeira, além de panos de prato, estátuas, colheres de pau e pilões.

Ceará

No Ceará, a cidade de Cascavel se destaca como a maior produtora de cerâmica do estado. Em Juazeiro do Norte e Sobral ganham destaque os objetos de barro, como imagens do Padre Cícero e bois decorados com flores. As garrafinhas com areias coloridas também são parte da cultura local e, segundo a história, nasceram na praia de Majorlândia. Em Fortaleza, Aracati, Quixeramobim e Maranguape são produzidas redes, chapéus e bolsas.

Maranhão

No Maranhão, a influência do artesanato é de origem indígena. Podem ser encontrados objetos de palha, penas de pássaro e madeira. Também há rendas de almofadas e redes de dormir. Entre as matérias-primas estão a fibra do buriti, babaçu, algodão e madeira. Parnaíba e Apiaí são conhecidas pela cerâmica figurativa e utilitária.

Paraíba

Alguns dos principais produtos artesanais da Paraíba são a renda Renascença, Rococó, Richelieu, crochê, ponto cruz, tapeçaria. Além disso, também são produzidos brinquedos artesanais. A cidade de Catolé do Rocha é conhecida pelo batique, um tipo de pintura com cera de abelha e tinta. Já Campina Grande é famosa pelas esculturas de barro e flores feitas de fibras vegetais.

Pernambuco

Em Porto de Galinhas os turistas costumam comprar os famosos souvenirs, tecidos, conchas e cangas com xilogravuras, que são pinturas talhadas, na maioria das vezes, em madeiras feitas da árvore da cajazeira. A tinta preta também é usada para estampar novenários, almanaques e folhetos da literatura de cordel. No Agreste, na cidade de Caruaru, há diversas peças de barro, legado do Mestre Vitalino. Em Cachoeirinha, existe a produção de produtos de couro. Nos municípios de Poção e Pesqueira, a renda renascença encanta o mundo pelos seus pontos precisos.

Piauí

O Piauí é caracterizado pela produção de cerâmica decorativa, encontrada em Teresina, Floriano, Oeiras, Parnaíba, Mendes, Simplício e Pedro II. A matéria-prima é usada na produção de pratos, panelas e moringas. Mas o Estado também é famoso pela produção de peças de palha de coco e objetos feitos com fibras de agave, tucum, carnaúba e buriti.

Rio Grande do Norte

Assim como Ceará, o Rio Grande do Norte produz garrafinhas com areias coloridas, principalmente na cidade de Mossoró. São Gonçalo do Amarante é reconhecido pela cerâmica, feitas com pedras, sisal, argila e palha. Há também produção de renda de bilro de alcaçuz, uma tradição forte muito encontrada no mercado do Maior Cajueiro do Mundo.

Sergipe

O artesanato de Sergipe é reconhecido pelo bordado Richelieu e peças de palha. Também, há cerâmica de carrapicho em Neópolis. Os formatos das peças são decorativos e elas podem ser encontradas no formato de figuras como asas de passarinho, espinhas de peixe e contornos de aves.

*Com informações do blog Xique Xique Brasil

Comentários

Mais Lidas