em Pernambuco

Ex-ator global reclama das condições da PE-60 e rodovia deve ser concedida à iniciativa privada

Em visita a Maragogi, Nelson Freitas pediu que o Governo de Pernambuco desse atenção à área

Gabriela Luna
Gabriela Luna
Publicado em 16/11/2021 às 12:54
Notícia
REPRODUÇÃO/INSTAGRAM;FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Montagem com foto do ator Nelson Freitas e, no fundo, a PE-60 - FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM;FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Leitura:

A PE-60, que liga o Litoral Sul de Pernambuco ao estado de Alagoas, foi criticada nesse final de semana pelo humorista Nelson Freitas. Em visita a Maragogi, o ex-global, conhecido por trabalhos como o Zorra Total, falou das condições da via nas redes sociais.

..

"A minha surpresa foi que realmente a estrada que liga o Recife à Maragogi é muito maltratada e isso me chamou muita atenção. Ela é uma pista de mão dupla, não tem acostamento, propicia os acidentes e como aquela região vive essencialmente do turismo, era bom que a gente pudesse dar uma atenção", afirmou o ator.

O que diz o governo?

Com a repercussão, o Governo do Estado divulgou que a rodovia é uma da inclusas no pacote de estudos para concessão em desenvolvimento.

No dia 10 de novembro, foi realizada a primeira de duas audiências públicas previstas para detalhar o projeto, que também se estende às PE-90, que liga Toritama, no Agreste, ao município de Carpina, na Zona da Mata Norte, e a PE-50, que conecta Limoeiro à BR-232, em Vitória de Santo Antão, também no Agreste. No momento, a iniciativa está na fase de consulta pública.

Segundo a Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos (Seinfra), o objetivo da concessão é "atrair o investimento da iniciativa privada de maneira a complementar todos os esforços realizados pela administração estadual na recuperação da malha viária com o Programa Caminhos de Pernambuco".

De acordo com um mapeamento da infraestrutura das estradas do Litoral de Pernambuco feito pela coluna Mobilidade, do , a PE-60 tem em maior parte da sua extensão em sentido duplo, tendo apenas seis quilômetros duplicados. São cerca de 12 mil carros circulando lá por dia.

Comentários

Mais Lidas