Pandemia

Vai ter Carnaval em 2022? Veja o que o Secretário de Saúde falou sobre a realização da festa

André Longo falou na coletiva de imprensa sobre a possibilidade da folia

Bruna Padilha
Bruna Padilha
Publicado em 18/11/2021 às 19:24
Notícia
Bruno Campos/JC Imagem
Carnaval em Pernambuco - FOTO: Bruno Campos/JC Imagem
Leitura:

O Governo de Pernambuco fez mais uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira (18), anunciando que mais de 600 mil pessoas ainda não completaram o esquema vacinal e algumas flexibilizações no plano de convivência. Com muitos estados iniciando os preparativos para o carnaval, o secretário de Saúde André Longo, informou que ainda não há segurança sanitária para a realização de grandes eventos que trás aglomerações.

..

“Neste momento, ainda é cedo para tomarmos decisões acerca desses eventos, especialmente do Carnaval, que se realiza de forma concomitante - este ano é no final de fevereiro - com o período de sazonalidade de ocorrência de doenças respiratórias. Então, nosso planejamento é independente da realização do Carnaval, nós precisamos chegar em fevereiro com as melhores condições sanitárias possíveis e segurança sanitária”, disse o secretário.

O secretário afirmou que os municípios podem fazer os planejamentos, mas a definição definitiva só ocorrerá levando em consideração as condições e seguranças sanitárias e serão avaliados pelo comitê técnico estadual.

O Governo espera que a população complete o esquema vacinal para que se tenha uma maior segurança para que não aconteça uma nova onda como está acontecendo na Europa.

Números da Covid-19 em Pernambuco

Pernambuco permanece com estabilidade nos indicadores da Covid-19. Na semana epidemiológica (SE) 45, que compreende o período de 07 a 13 de novembro, foram notificados 381 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag), o que representa 12 a mais do que o registrado na SE 44 (31/10 a 06/11) e nove notificações a menos do que a SE 43 (24 a 30/10).

Em relação às solicitações de vagas de UTI, a Central de Regulação Hospitalar registrou 258 solicitações por leitos de terapia intensiva na semana epidemiológica 45 – 23 a mais que os pedidos registrados na SE 44. O secretário André Longo explicou que essas leves oscilações são comuns no cenário de estabilidade, especialmente quando se está em patamares mais baixos.

Comentários

Mais Lidas