fura fila

Justiça suspende investigação contra Wesley Safadão por furar fila da vacina contra a Covid-19

Decisão também beneficia a mulher que havia recebido a vacina de forma irregular

Gabriela Luna
Gabriela Luna
Publicado em 26/11/2021 às 12:03
Notícia
Reprodução/Instagram
Wesley e Thyane após ato de vacinação - FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

A investigação criminal do Ministério Público do Ceará (MPCE), que apura a vacinação irregular do cantor Wesley Safadão; da esposa, Thyane Dantas; e da produtora dele, Sabrina Tavares, foi suspensa pelo Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE).

Com a decisão, o Ministério Público está proibido de avançar na investigação ou fazer qualquer "ato persecutório", como apresentar uma denúncia.

..

A determinação foi da desembargadora Francisca Adeline Viana, após a defesa entrar com um habeas corpus pedindo o trancamento da investigação. A magistrada justificou que o mérito do caso deve ser analisado pela 2ª Câmara Criminal, que reúne quatro desembargadores, e vai decidir se tranca o processo definitivamente ou não. Até lá, o procedimento está suspenso.

"Tenho por bem DEFERIR o pleito liminar, para determinar a suspensão parcial do PIC, ou seja, tão somente no que se refere aos pacientes [Safadão, Thyane Dantas e Sabrina Tavares], determinando que as autoridades impetradas se eximam de praticar atos persecutórios em relação aos mesmos", escreveu a desembargadora.

A suspensão do procedimento, porém, não alcança os demais investigados, que atuavam como servidores do município ou prestavam serviços durante a vacinação.

Relembre o caso

Wesley Safadão e a produtora Sabrina Tavares estavam agendados para serem vacinados no mesmo dia no Centro de Eventos do Ceará, mas foram a outro posto de vacinação em um shopping.

Já a esposa do cantor, Thyane Dantas furou a fila em 8 de julho de 2021. Ela tinha 30 anos e, na época, o calendário municipal de vacinação previa aplicação em pessoas com 32 anos ou mais.

Comentários

Mais Lidas