Caso Beatriz

Governador de Pernambuco demite perito criminal do Caso Beatriz e diz que é favorável à federalização

Paulo Câmara se reuniu com os pais da menina nessa terça no Recife

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 29/12/2021 às 7:33
Notícia
BRUNO CAMPOS / JC IMAGEM
Entrevista com o Governador de Pernambuco, Paulo Câmara. - FOTO: BRUNO CAMPOS / JC IMAGEM
Leitura:

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), demitiu o perito criminal Diego Costa que prestou consultoria de segurança ao Colégio Nossa Senhora Auxiliadora após o assassinato da menina Beatriz Mota em Petrolina, no Sertão, em 2015. Costa era sócio de uma empresa de segurança contratada pela escola.

..

A exoneração será publicada nesta quarta-feira (29) no Diário Oficial do Estado. O anúncio da demissão foi feito pelo governador ao receber os pais da menina, Lúcia Mota e Sandro Romildo, nessa terça (28), no Recife.

Os pais de Beatriz foram até a capital pernambucana até caminhar 720 quilômetros para cobrar justiça no caso. Na ocasião, Paulo Câmara se posicionou favorável à federalização das investigações.

“Estamos totalmente solidários ao sofrimento da família e somos favoráveis à federalização do caso. Vamos prestar toda a colaboração necessária, ciente que cabe à Procuradoria-Geral da República ou ao Ministério da Justiça avaliar se estão presentes os requisitos legais para a referida federalização", afirmou o governador do estado.

Através de nota à TV Jornal, a Associação de Polícia Científica de Pernambuco (APOC-PE) falou sobre a demissão do perito Diego Costa.

Leia a nota na íntegra:

"Considerando os fatos recentes relacionados às investigações do “Caso Beatriz”, que culminaram com a aplicação de penalidade de demissão em desfavor do Perito Criminal Diego Henrique Leonel de Oliveira Costa; considerando as graves acusações que vêm sendo recorrentemente feitas por membros da família da vítima, tanto contra Peritos Criminais quanto, de modo geral, contra integrantes da Polícia Civil de Pernambuco, a APOC-PE vem informar ao seu quadro de associados que esteve e está atenta a todos os desdobramentos do caso, para adotar todas as providências voltadas para a defesa dos interesses do Perito Criminal Diego e de toda categoria, tanto no âmbito administrativo, quanto no judicial, se necessário for.

O trabalho realizado pela Polícia Científica contribui para a produção da prova técnica, auxiliando, de modo relevante, a investigação policial. A atuação dos Peritos Criminais é sempre pautada pela ciência, doutrina criminalística e nos princípios da legalidade, moralidade e eficiência.

A APOC-PE, agindo com seriedade e imparcialidade, seguirá na defesa incansável dos interesses dos Peritos Criminais que estejam sendo vítimas de decisões administrativas desarrazoadas e desproporcionais, como no caso em tela, e que venham a malferir o direito do servidor público ao devido processo legal, ao contraditório e à ampla defesa. Também não permitirá que seja maculada a reputação de profissionais responsáveis e probos".

*Com informações da TV Jornal e JC

Relembre o caso Beatriz

Beatriz Mota foi morta a facadas aos 7 anos no dia 10 de dezembro de 2015, em uma sala desativada no colégio em que estudava, em Petrolina, no Sertão do estado, durante a festa de formatura da irmã dela.

A criança havia se afastado para beber água e não voltou mais. O corpo foi encontrado 30 minutos depois.

Comentários

Mais Lidas