política

Deputado Alexandre Frota propõe que passaporte vacinal seja obrigatório para votar nas eleições de 2022

Frota ainda criticou Bolsonaro pelo "negacionismo da eficácia da vacina"

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 03/02/2022 às 6:56
Notícia
Foto: Michel Jesus/ Câmara dos Deputados
Partido oficializou a expulsão de Frota na manhã desta terça-feira (13) - FOTO: Foto: Michel Jesus/ Câmara dos Deputados
Leitura:

Na última quarta-feira (2), o deputado federal Alexandre Frota (PSDB) protocolou um Projeto de Lei para tornar o passaporte vacinal obrigatório para votar nas eleições de 2022, que estão previstas para acontecer em outubro. 

..

No projeto, Frota pede que a comprovação da vacinação contra a Covid-19 seja um pré-requisito para votar. A única exceção será em casa de contraindicação médica para receber o imunizante. 

Frota reiterou que a vacinação "é a forma mais eficaz de frear a contaminação e o surgimento de novas variantes do coronavírus", além do fato de os imunizantes serem "completamente seguros e fornecidos gratuitamente pelo SUS".

Para ser aprovado, o projeto precisa ser analisado por uma comissão especial na Câmara dos Deputados. Se for aprovado, deve seguir para a votação da maioria dos parlamentares da casa. Depois, o projeto segue para o Senado e, se aprovado, depende da sanção do presidente da República.

Críticas a Bolsonaro

O deputado também aproveitou para criticar o presidente Jair Bolsonaro (PL) pelo "negacionismo da eficácia da vacina". Frota recordou que, em um de seus pronunciamentos, Bolsonaro chegou a dizer que o imunizante contra a covid causaria Aids. "Um absurdo sem precedentes na história do nosso país", afirmou.

Em dezembro, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, determinou a abertura de um inquérito para investigar a fala do presidente.

Comentários


Mais Lidas