pandemia

Estudo indica que anticorpos das vacinas são 17 vezes mais potentes que os da Covid-19

Concentração de anticorpos foi comparada após a vacinação e a infecção

Gabriela Luna
Gabriela Luna
Publicado em 18/02/2022 às 11:06
Notícia
Luiz Pessoa/SEI
Vacinas da Pfizer chegam a Pernambuco - FOTO: Luiz Pessoa/SEI
Leitura:

Em uma pesquisa feita em laboratório, cientistas norte-americanos apontaram que os anticorpos desencadeados pelas vacinas podem ser mais eficientes em neutralizar o vírus da covid-19 e suas variantes do que ter imunidade natural, adquirida após o contágio pela doença.

Publicado na revista Scientific Reports, o estudo foi liderado por pesquisadores do Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos. "Nossos dados indicam que a vacinação com mRNA pode gerar mais anticorpos neutralizantes do que a imunidade natural", afirma os autores.

..

A vacina mRNA é um tipo de imunizante que usa uma cópia feita pelo homem de um químico natural chamado RNA mensageiro para produzir uma resposta imune, como o da Pfizer/BioNTech e da Moderna.

Durante o estudo, os pesquisadores selecionaram 61 voluntários, sendo que 33 contraíram a covid-19 — independente do período em que se infectaram — e os outros 28 receberam duas doses de uma vacina de mRNA.

Segundo a equipe de cientistas, aqueles que foram vacinados tiveram um aumento de 17 vezes no número de anticorpos neutralizantes quando comparados ao grupo de imunidade natural.

 

Por isso, os anticorpos induzidos pela vacinação parecem ser mais eficazes na neutralização da covid-19. No entanto, o estudo de laboratório não investigou, na prática, como essa imunidade se traduz para a vida real (ensaios clínicos). 

Comentários


Mais Lidas