laudo

PAULINHA ABELHA: Exames que apontam causa da morte da cantora já têm data para ser divulgados; confira

Paulinha Abelha morreu no dia 23 de fevereiro

Bruna Oliveira
Bruna Oliveira
Publicado em 03/03/2022 às 22:25
Notícia
Reprodução/Instagram
Paulinha Abelha faleceu no dia 23 de fevereiro. A morte encefálica da cantora da 'Calcinha Preta' foi anunciada às 19h26 pela equipe médica - FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

Há mais de uma semana a morte da cantora Paulinha Abelha, da Banda Calcinha Preta, deixou os fãs do forró devastados. A vocalista morreu no dia 23 de fevereiro, após passar onze dias no hospital, mas a causa do óbito, no entanto, ainda segue sem definição.

Segundo acordo com o empresário da Banda Calcinha Preta, Diassis Marques, a causa ainda não foi definida porque houve um atraso por parte do laboratório por causa do Carnaval. A expectativa era de que o resultado tivesse saído nessa quarta (2).

“Após a saída dos resultados, os médicos devem emitir um relatório com todo o quadro do que aconteceu. Depois que recebermos o documento ele será enviado à família, cabe à família divulgar o resultado", explicou o empresário.

LEIA TAMBÉM: PAULINHA ABELHA: Cantora tomava remédios para emagrecer, diz viúvo

Banda Calcinha Preta homenageia Paulinha Abelha em nova logo; confira

“Estamos aguardando o restante dos exames e os resultados das biópsias que foram feitas. Não queríamos divulgar uma coisa hoje e outra amanhã. Assim que os médicos fecharem, o laudo nós vamos divulgar”, garantiu.

Principal suspeita

Apesar de ainda não poderem afirmar, a linha de investigação dos médicos é o consumo em excesso de remédios para emagrecer. Isso teria causado o quadro de insuficiência renal que levou a morte da vocalista.

VEJA MAIS: PAULINHA ABELHA: Conheça a história por trás de ‘Paulinha’, famosa música da Calcinha Preta

"De fato o uso abusivo seja de anti-inflamatório, diurético, e de alguma substância de cunho estético pode levar à lesão renal. O uso abusivo, rotineiro, tem esse risco, mas não parece ter sido isso que aconteceu. Nosso exame de imagem não tem nenhum sinal de lesão crônica. Fomos questionados se o tratamento ou as tentativas estéticas de perda de peso teriam alguma responsabilidade no quadro clínico dela agora”, afirmou Ricardo leite, diretor-técnico Hospital Primavera, onde a cantora ficou internada, em Aracaju.

Síndrome tóxico-metabólica

O especialista ainda explicou o que significa a síndrome tóxico-metabólica, que foi relacionada ao estado de saúde de Paulinha.

“Existe alguma substância ou algo que está circulando no corpo do paciente que deve estar gerando uma cascata de inflamação ou de lesões nesses órgãos a ponto de deixá-los em disfunção. Então, a gente trabalha com a possibilidade de intoxicação", afirmou o médico.

Com informações do G1 e Rádio Jornal

Comentários


Mais Lidas