acidente

Cantora Joelma terá de pagar indenização a recifense prejudicada por queda de avião; entenda o caso

Acidente com avião da Banda Calypso ocorreu em 2008

Gabriela Luna
Gabriela Luna
Publicado em 07/06/2022 às 8:30 | Atualizado em 08/06/2022 às 8:23
Notícia
Reprodução/Instagram
Joelma cancelou um show no município de São Bento do Una - FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

Uma recifense que teve parte de sua casa destruída em acidente do avião da Banda Calypso no Recife, ocorrido em 2008, entrou na justiça para receber uma indenização da cantora Joelma.

A da 5ª Vara Cível da Capital do Tribunal de Justiça de Pernambuco deu cumprimento de sentença favorável a Adriana Tibúrcio de Souza desde 2017, e Joelma está prestes a ser intimada a pagar o valor. O processo tramita na justiça desde o ano de acidente.

VEJA MAIS AQUI: Saiba por que Joelma terá que pagar indenização a recifense por acidente de avião

..

Até 2017, o valor solicitado era de R$ 61.519,03. De acordo com o advogado de Adriana, o valor já passa de R$ 130 mil na atualidade - com os percentuais de honorários, multas de execução e correção monetária.

Adriana Tirbúcio de Souza, que é a exequente do processo, afirma que teve sua casa "partida" pela metade pelo impacto dessa queda.

"Quando o piloto fez a aterrissagem, ele levou a minha casa pela metade. Era um prédio com dois andares, sendo o meu o do topo. Ele saiu levando todos os meus móveis, tudo o que era meu foi destruído.", disse a técnica em enfermagem.

Adriana Tibúrcio afirma ainda que, na época, os advogados a ofereceram R$ 5 mil para acobertar a destruição do seu domicílio.

"Eu disse que tudo o que eu perdi não valia apenas R$ 5 mil. Sugeri que eles comprassem as mesmas coisas que eu tinha, das mesmas marcas", conta. "Eles disseram que eu era 'muito cheia de direito' e decidiram que não iam me dar mais nada, que eu me virasse. Foi quando meu advogado entrou com a ação", explica.

Entenda como foi o acidente

Em 23 de novembro de 2008, um avião bimotor de pequeno porte pertencente à Banda Calypso caiu no bairro de San Martin. Ele levava oito passageiros e dois tripulantes de Teresina (PI) para o Recife.

Dois passageiros morreram, Gilberto Silva, 46 anos, produtor da banda Calypso e passageiro da aeronave, e o piloto Eurico Pedroso Júnior.

Entre os feridos estavam o deputado federal Eduardo da Fonte (PP), Rogério Paes Silva, produtor da banda Calypso, e o empresário Valmir João de Oliveira.

O superintendente-adjunto do Metrô do Recife (Metrorec), Davidson Tolentino, também estava na aeronave.

Apesar do avião pertencer ao grupo, nenhum músico estava no voo. De acordo com notícias da época, a aeronave chegou a roçar uma das hélices no telhado de uma casa antes de cair.

Comentários

Mais Lidas