Investigação

Caruaru tem 25 casos suspeitos do novo coronavírus

Capital do Agreste é a que tem mais notificações no interior

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 19/03/2020 às 10:58
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

A cidade de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, tem 25 casos suspeitos do novo coronavírus (Covid-19). Desde a chegada da doença no Brasil, foram notificados 28 casos, dos quais três foram descartados e o restante continua em investigação. Não há confirmações. Os dados estão no último boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), na noite de quarta-feira (18).

A Capital do Agreste é a cidade que mais notificou casos fora da Região Metropolitana do Recife (RMR). A segunda cidade com mais notificações no interior é Petrolina, no Sertão, com 13 (um descartado e 12 em investigação).

Até a noite dessa quarta-feira (18), o único caso confirmado de coronavírus fora da RMR era o de um homem de 57 anos de Belo Jardim que viajou para a Itália. Em todo o Estado, são 22 casos confirmados, 364 em investigação, 96 descartados e três prováveis (pessoas que tiveram contato com casos confirmados).

Medidas preventivas

O Comitê de Crise instalado para tratar das questões envolvendo o coronavírus no município toma diversas medidas preventivas para evitar a disseminação da doença na cidade. Mais recentemente, foi divulgada a suspensão da Feira da Sulanca, em conjunto com as feiras de Santa Cruz do Capibaribe e Toritama.

As atividades esportivas e culturais no Monte Bom Jesus, Autódromo da cidade e torneios esportivos em espaços comuns também estão suspensos, assim como a Copa Rural, torneio de futebol amador promovido pela prefeitura. Eventos com mais de 50 pessoas também estão suspensos.

As novas medidas determinam a proibição de música ao vivo nos bares e restaurantes da cidade. Também foi determinado o fechamento de praças, parques públicos, Academias da Cidade, Academias da Saúde, Parques de Diversão, equipamentos do Monte Bom Jesus e, aos domingos, o Nossa Avenida.

Também já tinha sido determinado o fechamento de academias, a suspensão de aulas nas instituições de ensino, a recomendação da diminuição dos horários de shoppings e centros de compras, entre outros. A prefeitura não descarta tomar novas medidas restritivas da circulação de pessoas como forma de prevenção.

Novas vagas de UTI

O Governo de Pernambuco e a Prefeitura do Recife estão unindo esforços para abrir 400 novas vagas de UTI e 600 vagas de leitos de retaguarda em todo o Estado.

O governo irá fazer a requisição administrativa dos hospitais privados Nossa Senhora das Graças, em Boa Viagem, e Unicordis, no Torreão, que estão atualmente desativados. Essa ampliação também deve chegar a Caruaru, Serra Talhada, Araripina e Petrolina.

A partir da próxima sexta-feira (20), será suspensa a realização de cirurgias eletivas. O objetivo é liberar leitos para o tratamento dos pacientes com o coronavírus.

Sintomas e prevenção

O Covid-19 é similar a uma gripe e é transmitido pela saliva, espirro, tosse ou aperto de mãos. Os sintomas do coronavírus são febre, tosse e falta de ar. Caso apresente os sintomas, a orientação é ligar 136 ou procurar uma unidade de saúde na sua cidade. A maioria dos casos confirmados no Brasil são de pessoas que viajaram para países em que o número de doentes é maior.

A melhor forma de prevenir o novo coronavírus e outras doenças respiratórias é tomando algumas atitudes como: lavar bem as mãos frequentemente com água e sabão; utilizar álcool em gel 70% para higienizar as mãos caso não possa lavá-las; cobrir o nariz e a boca com um lenço descartável ao espirrar e tossir; usar o ombro ou braço para cobrir o espirro e a tosse; evitar tocar os olhos, nariz e boca quando as mãos não estiverem limpas; não compartilhar alimentos e objetos de uso pessoal como talheres, pratos, copos e garrafas; higienizar aparelhos celulares, tablets e controles remotos; manter ambientes bem ventilados, com portas e janelas abertas.

Caso já esteja doente, evite locais fechados com muitas pessoas e o contato com idosos, gestantes e doentes crônicos.

Confira a forma correta de lavar as mãos, indicada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa):

1. Abra a torneira e molhe as mãos, evitando encostar na pia;
2. Aplique na palma da mão a quantidade suficiente de sabonete líquido para cobrir todas as superfícies das mãos;
3. Ensaboe as palmas das mãos, friccionando-as entre si;
4. Esfregue a palma da mão direita contra o dorso da mão esquerda (e vice-versa), entrelaçando os dedos;
5. Entrelace os dedos e friccione os espaços interdigitais;
6. Esfregue o dorso dos dedos de uma mão com a palma da mão oposta (e vice-versa), segurando os dedos, com o movimento de vai-e-vem;
7. Esfregue o polegar direito, com o auxílio da palma da mão esquerda (e vice-versa), utilizando movimento circular;
8. Friccione as polpas digitais e unhas da mão esquerda contra a palma da mão direita, fechada em concha (e vice-versa), fazendo movimento circular;
9. Esfregue o punho esquerdo, com o auxílio da palma da mão direita (e vice-versa), utilizando movimento circular;
10. Enxágue as mãos, retirando os resíduos de sabonete. Evite contato direto das mãos ensaboadas com a torneira;
11. Seque as mãos com papel toalha descartável, iniciando pelas mãos e seguindo pelos punhos.
*Para a técnica de higienização anti-séptica das mãos, seguir os mesmos passos e substituir o sabonete líquido comum por um associado a anti-séptico

Veja o avanço do coronavírus no mundo:

Mais Lidas