menu

Professores universitários confeccionam protetores faciais em Petrolina e Juazeiro

Equipamentos de proteção serão doados aos profissionais da saúde do Vale do São Francisco

Produção de protetores faciais
Produção de protetores faciais (Divulgação/UniFTC)

Os professores das faculdades UniFTC estão trabalhando para reforçar a proteção dos profissionais da saúde que combatem a covid-19 na linha de frente. A iniciativa faz parte do Movimento pela Prevenção, adotado pelas unidades da rede de ensino em Petrolina, no Sertão de Pernambuco e Juazeiro, na Bahia.

A ação irá beneficiar hospitais da rede pública e privada do Vale do São Francisco com mais de 300 protetores faciais, que estão sendo produzidos em impressoras 3D no Laboratório Multidisciplinar da sede de Petrolina. Os equipamentos de proteção individual (EPIs) serão disponibilizados para médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes das unidades de saúde da região.

Covid-19: Saiba como doar para a ação Atitude Cidadã, do IJCPM

Em Petrolina, os protetores serão enviados aos hospitais Dez de Campanha e Urgências e Traumas Doutor Washington Antônio de Barros (HUT). Outra parte dos EPIs será entregue gratuitamente aos hospitais Unimed e Neurocárdio, da rede privada. Já em Juazeiro, parte dos equipamentos serão destinados à Secretaria de Saúde de Juazeiro (Sesau), que fará o repasse para as unidades de referência em atendimento aos pacientes com o novo coronavírus, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e ao Serviço Móvel de Urgência (Samu).

Comprometimento

De acordo com Andrei Mello, diretor das faculdades UniFTC de Juazeiro e Petrolina, o empenho dos profissionais é indispensável para o avanço do projeto. "A equipe está comprometida com a ação e em breve entregaremos este importante EPI para os profissionais da saúde que estão na linha de frente do combate à Covid-19. Estamos muito felizes com a iniciativa, que só vem reafirmar nosso compromisso com a comunidade, em prol de uma saúde de qualidade. Parabéns a todos os envolvidos. Vamos nos unir na luta contra a disseminação do novo coronavírus", afirmou.