Economia

Veja se você tem direito a sacar o auxílio emergencial nesta quarta

Benefício está sendo pago por causa da pandemia do novo coronavírus

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 10/06/2020 às 7:48
NOTÍCIA
Jailton Júnior/JC Imagem
FOTO: Jailton Júnior/JC Imagem
Leitura:

A Caixa Econômica Federal libera nesta quarta-feira (13) o saque da segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 para os nascidos no mês de outubro. O calendário será encerrado no próximo sábado (13). O benefício foi criado para auxiliar pessoas a a enfrentar os impactos da crise causada pela pandemia do novo coronavírus.

A liberação do saque e a transferência da poupança social da Caixa para outros bancos estão sendo feitas de acordo com o mês de nascimento dos beneficiários. Os recursos estão sendo transferidos automaticamente para as contas indicadas.

Nesta quarta, 2,6 milhões de pessoas nascidas em outubro poderão sacar o dinheiro. No feriado desta quinta-feira (11) não haverá liberação de saques. Na sexta-feira (12), os nascidos em novembro poderão sacar e, no sábado (13), quem nasceu em dezembro.

De acordo com a Caixa, quem não sacar o benefício nesse período continua com o crédito disponível nas contas e poderá realizar o saque a partir da próxima segunda-feira (15).

A transferência dos valores será feita para quem indicou contas para recebimento em outros bancos ou poupança existente na Caixa Econômica. Esses beneficiários poderão procurar as instituições financeiras com quem têm relacionamento, caso queiram sacar.

Todos os beneficiários do Bolsa Família elegíveis para o auxílio emergencial já receberam o crédito da segunda parcela.

Brasil terá programa de renda mínima permanente após pandemia

O Governo Federal irá criar um programa de renda mínima permanente após a pandemia do novo coronavírus. O Renda Brasil foi anunciado nessa terça-feira (9) pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Guedes também divulgou a criação de um programa para gerar empregos formais, retomando o projeto Carteira Verde e Amarela. De acordo com o ministro, para criar o Renda Brasil, programas sociais já existentes serão unificados. A ideia é incluir os beneficiários do auxílio emergencial de R$ 600.

Duas parcelas extra

O Governo Federal irá pagar mais duas parcelas do auxílio emergencial, além das três que já estavam garantidas desde a criação da renda emergencial. A informação é do jornal O Globo. De acordo com a publicação, as parcelas, entretanto, terão o valor reduzido pela metade, ou seja, os beneficiários receberão R$ 300. As duas parcelas extras custarão R$ 51 bilhões.

Mais Lidas