menu

Plano de reabertura do comércio de Petrolina é suspenso após decisão judicial

Segundo o prefeito, está valendo apenas as etapas de flexibilização do governo estadual

Em Petrolina, no Sertão, comércio já estava autorizado desde a semana passada
Plano de reabertura do comércio de Petrolina é suspenso após decisão judicial (Marco Aurélio/Rádio Jornal Petrolina)

O Tribunal de Justiça determinou a suspensão do Plano de Retomada das Atividades Econômicas de Petrolina, no Sertão pernambucano. A determinação foi anunciada na noite dessa quinta-feira (18) pelo prefeito da cidade, Miguel Coelho, nas redes sociais.

De acordo com o prefeito, o plano de reabertura do comércio apresentado está suspenso e, a partir de agora, está valendo as etapas de flexibilização do governo de Pernambuco. "Por ordem judicial, o plano de retomada das atividades e dos serviços em Petrolina, que havia sido apresentado e acordado por todos os órgãos e as instituições cabíveis, está suspenso. Passam a valer, a partir de agora, as etapas de flexibilização determinadas pelo Governo do Estado, não tendo mais a Prefeitura de Petrolina poder para decidir o que abre ou o que fecha na cidade", anunciou o gestor.

Miguel Coelho ainda disse que espera os leitos do governo estadual e a colaboração dos moradores da cidade. "De hoje em diante, mesmo não parando de fazer a nossa parte, continuaremos à espera dos leitos do Governo do Estado; à espera de que cada cidadão siga dando sua contribuição para que a gente vença essa batalha", completou.

Veja o vídeo:

Coronavírus em Petrolina

Até o boletim dessa quinta-feira (18), Petrolina estava com 509 casos do novo coronavírus no total. São 182 pacientes recuperados. E as mortes chegaram a 15. Quanto aos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), o boletim aponta que são 112 casos em investigação, enquanto 30 já foram descartados. Confirmados somam 9 casos, além de 1 óbito.

*Com informações da Prefeitura de Petrolina e Rádio Jornal Petrolina