em Goiás

Médico é investigado por injúria racial por amarrar homem negro com correntes e algema; veja o vídeo

O homem chega a dizer ao que esta amarrado: 'Vai ficar na minha senzala'

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 17/02/2022 às 10:15
Notícia
Reprodução/Redes sociais
Médico amarrou homem negro com correntes em Goiás - FOTO: Reprodução/Redes sociais
Leitura:

Um médico de Goiás é investigado pela polícia por injúria racial, por ter filmado um homem negro preso com correntes e algema. O vídeo foi publicado em uma rede social do profissional na última terça-feira (15) e mostra o rapaz negro com os pés amarrados, as mãos algemadas e até o pescoço preso por um ferro.

..

"Falei para estudar, mas não quer. Então vai ficar na minha senzala", disse o médico enquanto filmava o homem acorrentado.

A filmagem teria sido feita em um colégio na zona rural da cidade. A Polícia Civil informou que recebeu diversas denúncias a respeito do caso, que viralizou nas redes sociais. Ao G1, o delegado Gustavo Barreto disse que investiga a relação entre o médico e o homem.

 

"Vamos apurar se o fato se trata apenas de uma brincadeira de profundo mau gosto ou de possível prática de constrangimento ilegal ou injúria racial", ressaltou o delegado.

Veja o vídeo:

*Com informações do G1

Comentários


Mais Lidas