crime

Pastor é encontrado morto com facada no pescoço; Evangélico disse que não ia demorar muito para morrer

Líder religioso demonstrou saber que algo errado iria acontecer

Gabriela Luna
Gabriela Luna
Publicado em 19/07/2022 às 10:41
Notícia
Reprodução/Internet
No dia do crime, o líder religioso havia estava na igreja - FOTO: Reprodução/Internet
Leitura:

Um pastor evangélico morreu por um único golpe de faca, no Jardim Bom Retiro, em São Gonçalo, no Rio de Janeiro. Segundo fiéis, no dia do crime, o líder religioso identificado por Jogerne Manoel Rodrigues, de 76 anos, teria ido à igreja e demonstrou saber que algo errado iria acontecer.

"Eu não vou demorar muito para morrer e, quando eu morrer, todos vocês vão saber o que aconteceu", disse ele na Igreja do Pentencostes, na Curva do Vento, em Várzea das Moças, Niterói, onde congregava.

..

Segundo informações do portal 'O São Gonçalo', Jorge, como era conhecido, saiu da igreja e, após chegar em casa, já de noite, teria ido para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Depois disso, ele não voltou para casa.

"As histórias são confusas ainda. Mas o que me foi dito é que ele reclamou de uma coceira e saiu de casa para ir para a UPA sozinho. Mas ele não sairia à noite sozinho, muito menos a pé. O trajeto até a UPA é muito longo, e ele com artrose não aguentaria andar tudo", explicou Rita Loureiro, filha do pastor.

Segundo ela, foi uma das últimas a saber do que estava acontecendo.

"No sábado, já no final da manhã, uma pessoa foi na minha casa e me contou que na sexta ele teria saído a noite e que não teria voltado. Eu questionei o porquê de não terem me avisado, mas me disseram que não tinham tido cabeça", disse Rita.

Quando soube do fato, Rita comunicou a família e ao pastor, amigo de seu avô. E foi esse pastor quem achou o corpo de Jorge, já no Instituto Médico Legal (IML) de Tribobó.

Comentários

Mais Lidas