menu

Manchas de óleo chegam em Tamandaré, no litoral pernambucano

Praia dos Carneiros é a mais afetada

Manchas de óleo atingem Tamandaré
Manchas de óleo atingem Tamandaré (Jerbesson do Nascimento)

As manchas de óleo que estão afetando o litoral do Nordeste chegaram em praias de Tamandaré, no litoral sul de Pernambuco. A notícia foi confirmada nesta sexta-feira (18). Segundo a prefeitura de Tamandaré, a praia dos Carneiros foi a mais afetada e a Praia da Boca começou a receber óleo em alguns pontos ainda em pequena quantidade.

Ainda de acordo com a gestão, voluntários estão participando da limpeza de todo o local e alguns restaurantes fecharam as portas para que os funcionários possam ajudar.

Confira a nota da Prefeitura de Tamandaré na íntegra:

"Prefeitura de Tamandaré, por meio da Assessoria de Comunicação, vem a público informar que a cidade percebeu vestígio de óleo por volta das 5h da manhã de hoje, sexta-feira (18), onde foi recebida as imagens da Defesa Civil e de voluntários que estavam de prontidão em toda a área. Carneiros foi a mais afetada. A Praia da Boca começou há pouco (por volta das 10h da manhã) a receber óleo em alguns pontos, mas em pequeníssima quantidade. Centenas de voluntários estão envolvidos para a limpeza de toda a orla, a maioria concentrada em Carneiros. Alguns restaurantes fecharam suas portas para empenharem todos os esforços à limpeza da praia. O Bora-Bora, um dos grandes restaurantes, por exemplo, dispensou seus funcionários para ajudar, e vai servir toda a alimentação necessária para os envolvidos na limpeza.

Desde o dia em que se noticiou o derramamento de óleo nas praias do Nordeste, a Prefeitura de Tamandaré iniciou todo o processo de atenção. E há uma semana aproximadamente foi criado um gabinete de crise, o que já começa gerar resultados. Os materiais necessários para as primeiras providências foram providenciados antecipadamente. Hoje cedo, após a informação de óleo em Carneiros, o prefeito Sérgio Hacker e a Secretaria de Meio Ambiente estão no local, ajudando, coordenando e auxiliando todo o processo. A imprensa está sendo assistida também no mesmo local.

No CEPENE, a UFPE, Prefeitura de Tamandaré, Colônia de Pescadores e vários voluntários articularam toda a estrutura para ficarem a postos (bóias, cabos, poitas, barreiras, combustível, embarcações, sacos plásticos, big bags, tratores, caminhões e mobilização de voluntários e identificação de espertos para atuar na represa de óleo no mar. CEPENE, UFPE e Instituto Recifes Costeiros estão com embarcações monitorando o mar, 01 drone e 01 luneta e uma aeronave fretada por empresários do réveillon carneiros.

Colônia de pesca Z5 mobilizou os barcos de pesca para lançar ao mar a partir de amanhã para monitoramentos intensivo à pelo menos 2 a 5 milhas da costa. Os barcos de pesca a postos, e os jangadeiros e operadores de turismo náutico. Foi montado ainda um posto de monitoramento aéreo em Carneiros, e mais um posto no farol do Forte de Tamandaré. Voluntários se alistaram previamente para se juntarem no local de concentração a ser divulgado em Caso de alarme.

A Prefeitura de Tamandaré, com o apoio de voluntários está pronta para a tomada de providências e empenhada para que todas as praias de Tamandaré fique limpa no curto prazo de tempo possível. Ainda é cedo para mensurar a quantidade de óleo retirado do mar, ou o número de voluntários envolvidos. Informaremos em breve".

Veja o vídeo:

Manchas de óleo chegam em Tamandaré

  • 18/10/2019 11:35
As manchas de óleo que estão afetando o litoral do Nordeste chegaram em praias de Tamandaré, no litoral sul de Pernambuco. A notícia foi confirmada nesta sexta-feira (18). Segundo a prefeitura de Tamandaré, a praia de Carneiros foi a mais afetada e a Praia da Boca começou a receber óleo em alguns pontos ainda em pequena quantidade. Imagens: Jefferson Nascimento 1 minuto e 11 segundos

Sobre as manchas de óleo

Manchas de petróleo tem surgido em praias do Nordeste e impressionado turistas em pelo menos 109 locais. O caso vem acontecendo desde o início de setembro e a substância tem sido avistada em pelo menos nove estados da região. A única exceção é o estado da Bahia. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, a substância é hidrocarboneto, derivado de petróleo.

Em Pernambuco, as manchas foram avistadas nas praias de Boa viagem, no Recife; Candeias, em Jaboatão dos Guararapes; Gamboa, em Ipojuca; Del Chifre, em Olinda; Ilha de Cocaia e Paiva, em Cabo de Santo Agostinho; Carneiros e Tamandaré. Tartarugas e outros animais marinhos foram afetados. No início de Setembro, foi encontrado um Golfinho morto na praia de Tamandaré, no litoral sul de Pernambuco.

A ligação entre o caso e as manchas ainda não foi investigada, entretanto, o animal apresentava piche ao redor do corpo.
Conforme informações divulgadas pela revista Época, um laudo sigiloso teria sido encaminhado para o Ibama pela Petrobras, apontando que a mancha seria de Petróleo da Venezuela.