investigação

Pescador confessa assassinato de Dom Phillips e Bruno Pereira na Amazônia, diz Polícia Federal

O jornalista e o indigenista foram mortos no Vale do Javari

Gabriela Luna
Gabriela Luna
Publicado em 16/06/2022 às 7:47 | Atualizado em 16/06/2022 às 7:54
Notícia
AVENER PRADO / AGENCIA PUBLICA / AFP
Polícia conduz suspeito de matar Dom e Bruno na Amazônia - FOTO: AVENER PRADO / AGENCIA PUBLICA / AFP
Leitura:

Nessa quarta-feira (15), a Polícia Federal afirmou que o jornalista inglês Dom Phillips e o indigenista Bruno Pereira foram mortos no dia 5 de junho, no Vale do Javari, extremo oeste do Amazonas. A confirmação veio após Amarildo Oliveira confessar o envolvimento no crime. Conhecido como "Pelado", ele estava preso por suspeita de participação no desaparecimento.

..

O suspeito, detido na semana passada, "narrou em detalhes o crime e indicou onde enterrou os corpos", um lugar "de muito difícil acesso" selva adentro, informou Eduardo Alexandre Fontes, chefe da Polícia Federal do Amazonas, em coletiva de imprensa.

"Pelado" levou nesta quarta-feira (15) a polícia até o lugar onde afirmou ter afundado a embarcação usada por Dom e Bruno e enterrado os corpos.

Bruno e Dom foram vistos pela última vez no dia 5 de junho, enquanto navegavam pelo Rio Itaquaí. Colaborador do jornal The Guardian, Dom Phillips, estava escrevendo um livro sobre a preservação ambiental na Amazônia.

Especialista da Fundação Nacional do Índio (Funai), Bruno Pereira atuava como guia de Dom no Vale do Javari, uma área estratégica para os narcotraficantes, na qual também atuam garimpeiros, pescadores e madeireiros ilegais.

"Fim da angústia de não saber"

A esposa do jornalista inglês, a brasileira Alessandra Sampaio, declarou em um comunicado que trata-se de um "desfecho trágico" que "põe fim à angustia de não saber o paradeiro de Dom e Bruno".

"Hoje, se inicia também nossa jornada em busca de justiça. Espero que as investigações esgotem todas as possibilidades e tragam respostas definitivas", completou Alessandra.

 

* Com informações do Estadão Conteúdo e AFP

Comentários

Mais Lidas