menu

Turismo passa a ser vilão, lamenta Rodrigo Novaes sobre o coronavírus

Secretário de Turismo de Pernambuco diz que agenda cultural precisará ser revista

Secretário de Lazer e Turismo Rodrigo Novaes em Missa do vaqueiro
Secretário de Lazer e Turismo Rodrigo Novaes (Reprodução/Blog do Carlos Brito)

O secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes, lamentou nesta quarta-feira (25) que o turismo tenha se tornado "vilão" na questão da disseminação do novo coronavírus (Covid-19) em todo o mundo. Ele concedeu entrevista ao programa "Além da Notícia", da Rádio Jornal Caruaru.

Na avaliação dele, o setor terá prejuízos incalculáveis este ano em Pernambuco, uma vez que vários eventos culturais que fazem com que as pessoas visitem municípios do Estado e movimentem a economia foram adiados.

Entre eles a Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, realizada em Fazenda Nova, distrito de Brejo da Madre de Deus; o São João de Petrolina, no Sertão do Estado, entre outros. Eventos como o São João de Caruaru, considerado uma das maiores festas juninas do país, o Festival de Inverno de Garanhuns (FIG) e a Feira Internacional de Artesanato de Pernambuco (Fenearte) também estão ameaçados pelo isolamento domiciliar que a pandemia exige.

Apesar dos prejuízos econômicos, o secretário acredita que a saúde deve ser priorizada. "É preciso que haja isolamento, recolhimento, e que a gente possa repensar nossa agenda cultural, já que não podemos ter aglomeração e todo evento tem multidões".

Segundo Rodrigo Novaes, o orçamento também deverá ser revisto, uma vez que será necessário destinar mais recursos para a saúde. Ele pondera que é preciso tomar decisões "equilibradas e no tempo certo".

O secretário revelou ainda que tem feito reuniões com o trade turístico para discutir os impactos da crise do coronavírus. No segundo semestre do ano passado, o setor sofreu com o vazamento de óleo que atingiu o litoral nordestino.

"Nossa previsão é que a gente possa enfrentar isso de cabeça erguida. É algo que foge do nosso controle, precisamos de tranquilidade e união", destacou. O secretário aproveitou a entrevista para criticar a atitude do presidente Jair Bolsonaro, que esteve em pronunciamento na televisão e no rádio e disse que não há necessidade de isolamento para todos, apenas para idosos e outras pessoas do grupo de risco.

Números em Pernambuco

Nesta quarta-feira (25), Pernambuco confirmou a primeira morte pela Covid-19. Outros quatro casos da doença foram confirmados. Agora, são 46 pessoas infectadas pelo coronavírus em seis municípios. Dos confirmados, 10 pacientes estão hospitalizados (7 na rede privada e um na rede pública), 30 cumprem isolamento domiciliar e cinco foram curados.

Ouça a íntegra da entrevista