Caso Beatriz

Suspeito de matar Beatriz Mota já havia sido preso por estupro, diz polícia

Polícia Civil de Pernambuco realizou uma coletiva para divulgar detalhes sobre a prisão

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 12/01/2022 às 12:01
Notícia
ACERVO PESSOAL
Beatriz foi morta aos 7 anos, em 2015 - FOTO: ACERVO PESSOAL
Leitura:

Na manhã desta quarta-feira (12), a Polícia Civil de Pernambuco realizou uma coletiva para falar sobre a prisão do suspeito de matar a menina Beatriz Angélica Mota em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, em dezembro de 2015. Na ocasião, a polícia afirmou que o suspeito, Marcelo da Silva, de 40 anos, já foi detido por estupro de menor.

> Emocionada, Lucinha Mota fala sobre prisão de suspeito do caso Beatriz "confessar não é o suficiente"

Quem matou Beatriz Mota? Saiba quem é o suspeito de assassinar a menina com 42 facadas em Petrolina

..

O homem já estava preso antes de confessar o crime. "[o suspeito] tem histórico de crime sexual contra menor. Ele está preso por um crime dessa natureza praticado em 2017", informou a polícia.

Ainda na coletiva, a polícia também explica que o suspeito disse, durante o interrogatório que transitou pela escola de Beatriz. De acordo com o blog de Jamildo, uma das linhas de investigações afirma que o homem teria entrado no local para pedir dinheiro e teria abordado a menina. Ela teria se assustado e, por isso, o suspeito a teria matado para silenciá-la.

Quando questionada sobre como o homem teria conseguido entrar na escola, a polícia disse que o suspeito inicialmente teve dificuldade, mas conseguiu acessar a área, já que estava acontecendo um evento com muitas pessoas no local.

A polícia informou também que não há indícios de abuso sexual.

Caso Beatriz: pais da menina são impedidos de participar de coletiva sobre o caso

Também segundo o blog de Jamildo, o suspeito tem um extenso precedente criminal. Marcelo da Silva trabalhava como ajudante de pedreiro e é natural da cidade de Araripina, também no Sertão do estado, próxima a Petrolina. De acordo com as informações da ficha criminal, foram três prisões e três condenações por roubo e estupro.

Caso Beatriz: suspeito do crime é identificado e já estava preso por outros delitos

O suspeito de matar Beatriz com 42 facadas dentro da escola em que ela estudava foi identificado pela Polícia Civil de Pernambuco nessa terça-feira (11). Segundo a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE), o crime foi solucionado com base em exames de DNA realizados na faca usada no crime.

..

Foto: Reprodução/G1
Marcelo da Silva, 40 anos, é suspeito de matar a menina Beatriz Mota, em Petrolina, em 2015. - Foto: Reprodução/G1

O material genético encontrado no objeto foi cruzado com bancos genéticos e, com isso, a polícia conseguiu identificar o suspeito dentro do sistema prisional do estado. Ainda de acordo com a SDS, o suspeito teria confessado o crime ao ser ouvido.

..

Reprodução/Câmeras de segurança
Suspeito de matar Beatriz Mota aparece em imagens de câmeras de segurança - Reprodução/Câmeras de segurança

*Com informações do Blog de Jamildo

Relembre o caso Beatriz

No dia 10 de dezembro de 2015, Beatriz Angélica Mota foi morta a facadas aos 7 anos dentro de uma sala desativada no colégio particular em que estudava em Petrolina. Estava sendo realizada uma festa de formatura no momento. Beatriz se afastou dos pais para beber água e não voltou mais. O corpo dela foi encontrado 30 minutos depois.

"Falta de estrutura e precariedade", diz Sinpol sobre atuação da Polícia Civil no caso Beatriz Mota

Acompanhe a coletiva

Comentários


Mais Lidas